quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Feliz Ano Velho!


Esse período é realmente bem interessante, as pessoas pensam não só em si, mas na família, nos amigos, nos problemas do país, nas mazelas do mundo e acreditam realmente que algo pode ser diferente. O povo fica mais sorridente, descontraído e os nobres sentimentos invadem os corações sedentos por uma válvula de escape. As vendas aumentam... isso por que a iniciativa de presentear é a principal marca do Natal. Muito se fala em fraternidade, amizade, paz, amor, mas o verdadeiro Espírito do Natal é o Espírito Consumista.
Já imaginou um Natal sem dar ou receber presentes? Será que a alegria seria a mesma? O mercado aguarda ansioso esse momento, pois em seguida à virada, os dias ficam calmos, a não ser pelas trocas de produtos. Promoções e mais promoções são lançadas para “abocanhar” o décimo terceiro e o extra, que é disponibilizado para as compras do final de ano. Para Philip Kotler promoção consiste em “um conjunto diversificado de ferramentas de incentivo, em sua maioria a curto prazo, que visa estimular a compra mais rápida e/ou em maior volume de produtos ou serviços”.
Depois de gastar com as compras, resta a televisão como diversão para a maioria. Vejamos as novidades: Especial do Roberto Carlos, para não ficar repetitivo esse ano a Globo inseriu duas músicas dele na novela das nove, uma preocupação clara da emissora em dar projeção ao cantor que andava meio esquecido. A Globo faz isso para ver se o especial recupera a audiência, que não é mais a mesma. Veja bem, não estou criticando o músico, que é o maior expoente da música brasileira de todos os tempos, mas o tempo passa para todos e o hoje o público clama por coisas novas mesmo que o novo seja pior. A onda agora é o tal sertanejo universitário, funk e algumas outras “maravilhas”.
As principais notícias do ano voltam à tona nas retrospectivas com destaque para aqueles famosos que passaram dessa para “uma melhor”. Alguns ficam até mais famosos depois que morrem. O pior é que agora até os programas de fofocas fazem retrospectivas. E eu que criticava a Hebe. Tem ainda o Especial infantil da Xuxa em horário nobre, continua usufruindo do sucesso do passado para vender produtos infantis, (o que é que a Xuxa tem de infantil hoje em dia?). Para piorar mais um pouquinho ainda tem esse negócio de falar de Coríntians e um bando de baderneiros 24 horas por dia. Depois de tudo isso, na virada tem a queima de fogos: a cada dez minutos de Copacabana tem um minuto para todas as outras capitais. Com o perdão do pensamento inadequado, dá até vontade de ir para o Rio.
Escrevi este artigo há seis anos e mudei pouca coisa para republicá-lo agora. Por aí já dá para se ter uma ideia em relação às novidades nos finais de anos. Somos envolvidos por um consumismo desenfreado e um “entretenimento barato” enquanto a vida passa. Os sentimentos bons e os valores espirituais e fraternais ficam relegados ao segundo plano. Às vezes até aparecem, mas em forma de postagens nas Redes Sociais como Twitter e Facebook. Ir pessoalmente por que? Posso fazer pela internet.
Ano novo, vida nova. É o que mais se ouve. Os desorganizados compram agenda, os gordinhos começam dieta, os desempregados saem procurando emprego, os maus administradores começam o planejamento para melhor gestão da empresa, ou da rotina de vida, os devedores programam os pagamentos com os credores e os ocupados demais programa tempo para a família e os amigos. São inúmeros os projetos que se iniciam após o estouro do Champagne; ou da “Sidra”. A metade desses planos sucumbe em dois meses... e a vida segue. “Tim, tim!”

*Reginaldo Rodrigues
* Consultor e Palestrante
Graduado em Comunicação Social
Pós-Graduado em Gestão Estratégica em Marketing

EDITORIAL


Forças renovadas em 2013!

É chegado o momento da pausa. Pausa para descanso e reconsiderações para um novo ano. Em 2012, como nos anos anteriores da existência desta Tribuna, atuamos de forma a garantir ao carmense o direito à notícia, à informação. Noticiamos os fatos. Analisamos e repercutimos o alcance dos mesmos. Acertamos e erramos, sempre na busca do melhor para a nossa cidade. E você, leitor, anunciante, amigo desta Tribuna, foi, é, e continuará sendo o mais importante para nós.
Por isso, ocupamos um pouco deste espaço, agradecendo a você e convidando-o a permanecer conosco em 2013. Continuaremos a nossa luta em busca da verdade, sem nunca nos acharmos dono dela. Em 2013, mais ainda, para que possamos nos aproximar do ideal, cada vez mais. Buscaremos inovações tecnológicas para melhor chegar até você. Mas manteremos a nossa postura de falar o que entendemos ser necessário que seja dito. Seremos duros, intransigentes, quando o interesse do povo carmense estiver à frente.
Noticiaremos o que for notícia. Na política, em especial, aplaudiremos o que for passível de aplausos, criticaremos o que for passível de críticas e cobraremos sempre a postura dos homens públicos em favor de uma Carmo da Mata cada vez melhor. Esta é a função da imprensa, esta é a função que abraçamos em nossas páginas, desde o primeiro número do jornal.
Em 2013, manteremos a publicação da revista Memória Carmense, suplemento cultural do jornal Tribuna do Carmo, que já faz parte do calendário informativo da nossa cidade. Também na revista, traremos inovações tecnológicas e de conteúdo, para que possamos melhorar, crescer, com a nossa querida Carmo da Mata.
Na internet, continuaremos postando notícias factuais, além de reportagens e colunas assinadas de nossos colaboradores. Queremos somar com a população carmense, para a construção da cidade que todos sonhamos. Este é o nosso ideal: Carmo da Mata cada vez melhor. Brindemos a isto, renovando nossas forças, neste momento de análise de nossos atos idos e de preparação de um amanhã ainda mais atuante. Feliz 2013 e boas festas, cidadãos carmenses.

Nota-rodapé:

Ah... e para não deixar passar a oportunidade, informamos aos agourentos que a Tribuna não vai fechar as suas portas. Vamos é abri-las mais ainda, em todos os meios disponíveis. Só não estaremos atuantes em 2013, se o mundo acabar em 21 de dezembro de 2012!

O que é isso, Companheiro


Proposta no Senado prevê fim de subsídio a vereadores


Tramita no Senado Nacional, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) de número 35, de autoria do senador Cyro Miranda, que altera os Artigos 29 e 29-A da Constituição Federal, que trata do pagamento de subsídio a vereadores. Segundo a proposta, edis de cidades com até 50 mil habitantes não terão direito a receber subsídios. Para os vereadores de cidades com população entre 50.001 a 100 mil habitantes, dará direito aos vereadores de receberem até 40% do valor recebido pelos deputados.
Este índice vai sendo escalonado até o limite de 75% do subsídio dos deputados, para vereadores de cidades com mais de 500 mil habitantes. Além disso, a proposta prevê ainda a redução do repasse às Câmaras, para 3,5% do orçamento anual do município, para cidades com até 50 mil habitantes. Pela legislação atual o repasse pode ser de até 7,5% para cidades com população de até 100 mil habitantes. A PEC 35 prevê repasse de até 7% para cidades com população entre 50.001 a 100.000 habitantes.
A proposta está sendo analisada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Se aprovada, no próximo ano, poderá passar a valer a partir da próxima legislatura. Assim, os vereadores que serão empossados em 1º de janeiro de 2013 podem ser os últimos a terem direito a subsídios, até que a cidade ultrapasse os 50 mil habitantes. Carmo da Mata tem, hoje, aproximadamente 11 mil habitantes.

Mateus Nascimento retrata distorção de editorial no Facebook


Em audiência ocorrida no dia 10 de dezembro, no Fórum José Maria Starling, em Carmo da Mata, Mateus Chagas do Nascimento pediu a retratação de distorção do editorial da Tribuna, postada por ele na rede social Facebook. Ele, após retratar-se das publicações postadas na rede, pediu desculpas formalmente ao jornal, representado pelo seu diretor Ricardo Antônio Rezende Câmara.
A distorção postada pelo réu colocada à Tribuna achincalhando os eleitores do município, o que não passou de montagem do Mateus Nascimento, como ele próprio reconheceu e desculpou-se em Juízo. Dado este fato, o diretor da Tribuna aceitou as escusas e informou não estar interessado em mover ações judiciais contra o réu, abrindo mão deste direito. Fica, portanto, registrada a retificação e desmentida toda a distorção praticada por Mateus Nascimento nas redes sociais.

O TRAÇO QUE TRADUZ O COTIDIANO


Aumento na Câmara prevê também pagamento de 13º aos vereadores


Vereadores custam quase meio milhão por ano aos carmenses. A cada reunião o edil receberá R$1.162,50, ou seja, quase dois salários mínimos por reunião.





Conforme a Tribuna divulgou, em edição passada, Projeto de Resolução da Câmara, aprovado pelos vereadores, garante aumento no subsídio dos edis para o valor de R$4.345,00, o que culminará com despesa de quase meio milhão de reais por ano aos cofres públicos carmenses. No ano de 2014, com certeza, este valor ultrapassará o meio milhão, já que o projeto garante reposição salarial com base no INPC apurado no período. Assim, em quatro anos o custo dos nove vereadores carmenses aos cofres públicos ultrapassará R$2 milhões, em salários dos edis – que são chamados de subsídios.
Para “compensar”, no Projeto da Mesa da Câmara ficou reforçada a obrigação dos vereadores de comparecerem à reunião. Consta que a falta será punida com perda de parte do salário/subsídio. Normal, como acontece com os trabalhadores que têm seus dias descontados quando não podem comparecer ao trabalho e não apresentam justificativa para tal. Porém, na opinião de pessoas ouvidas pela reportagem, apenas perder a remuneração é muito pouco. “Deveriam perder o mandato, ou o salário de um mês inteiro”, comentou um cidadão.
No Artigo 71 da Lei Orgânica do Município, no item
VII, está prevista a perda do mandato ao vereador que “deixar de comparecer, em cada sessão legislativa, à terça parte das reuniões ordinárias, salvo licença ou missão por esta autorizada”. Como são quatro reuniões por mês, durante o máximo de 10 meses, são 40 reuniões por ano. Em média, são 36 reuniões, já que o recesso de final de ano começa no meio de dezembro e vai até início de fevereiro.
Vereadores garantem 13º salário. Cargo de vereador vira profissão.
O Projeto de Resolução da Câmara, além de garantir o aumento dos subsídios dos vereadores, prevê em seu parágrafo 5º que “o Poder Legislativo Carmense fica autorizado a efetuar o pagamento do 13º (décimo terceiro) subsídio a seus vereadores...”. Porém, em uma primeira análise, esse pagamento é inconstitucional. Veja o que diz a Constituição Federal, em seu Artigo 39, parágrafo 4º: “O membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Ministros de Estado e os Secretários Estaduais e Municipais serão remunerados exclusivamente por subsídio fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória, obedecido, em qualquer caso, o disposto no art. 37, X e XI.”
Cabe contestação, este pagamento autorizado pela Câmara e a reportagem da Tribuna tem informações que caso persistam com a autorização deste pagamento, o Ministério Público poderá ser acionado para interpelar a Câmara.
Mau começo. Péssimo exemplo.
Os vereadores que serão empossados em 1º de janeiro do próximo ano começam a legislatura com o peso de um mau exemplo, praticado na atual legislatura – o atual presidente, que deve se candidatar ao mesmo posto no próximo mandato e mais quatro edis foram reeleitos. Dão o péssimo exemplo, em tempos em que a população brasileira se debate contra os muitos indevidos dos nossos homens públicos.
O mandato de vereador, assim como nas demais esferas de poder, transformaram-se em “vagas de emprego” para muita gente, que por falta de habilitação em outras áreas, vê em um mandato que deveria ser exercido em nome do povo, a chance de “fazer carreira”.
Reportagem de Sérgio Cunha (JP 10.741), especial para Tribuna

NOVOS MANDATÁRIOS



Posse será na tarde do dia 1º de janeiro

A posse do prefeito eleito, vice-prefeito e vereadores de Carmo da Mata, será na tarde do dia primeiro de janeiro, a partir das 17 horas, no Diamante Clube. O vereador mais idoso – Raimundo Horácio da Silva, o Nem do Carrinho – coordenará o processo de eleição da Mesa Diretora da Câmara e empossará seus componentes.
Empossada, a nova Mesa Diretora da Câmara dará posse ao prefeito eleito Almir Resende e seu vice, Fernando Diniz Olivé Filho. A transmissão do cargo de prefeito acontecerá em seguida. A cerimônia será aberta ao público.

Aurélio Lobato será novo diretor do SAAE






A partir do dia 1º de janeiro de 2013 o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Carmo da Mata – SAAE - terá como diretor Geraldo Aurélio Braga Lobato, irmão do ex-prefeito Fernando Lobato. Aurélio é casado com Nilda de Araújo Lobato e pai de três filhos. Reside atualmente na Fazenda Santo Antônio em Carmo da Mata onde é produtor rural. Aurélio foi diretor do SAAE no período de 1997 à 2000, também prestou serviços voluntários na CRESGEL.
Em entrevista a Tribuna do Carmo no ano de 2001, o futuro diretor fez um balanço sobre suas várias realizações a frente da autarquia. Segundo ele, na época, quando ele saiu do SAAE, deixou R$50mil em dinheiro liquido uma caminhonete Saveiro nova, além disso, ampliou as instalações de água no bairro da Várzea e Aeroporto, deixando também poços artesianos nos Povoados dos Campos e Quilombo. A divulgação de sua nomeação está sendo feita pelo próprio prefeito eleito, Almir Resende.

Saúde será comandada por Eurídes e Ana Paula

NOVOS SECRETÁRIOS



O setor de saúde será coordenado por um odontólogo que terá como adjunta uma enfermeira. O titular da pasta será Eurídes Aleixo Neto, odontólogo por formação. Atua em Carmo da Mata e região há vários anos. É também fazendeiro. A adjunta é a enfermeira Ana Paula Jeane Assunção. Ela trabalha atualmente na Santa Casa de Misericórdia de Carmo da Mata. É casada com Jonathas Assunção. A rede de saúde carmense conta com 4 unidades de Programa da Saúde da Família e uma unidade funciona na comunidade rural dos Campos, onde as equipes da cidade fazem o atendimento. Eurides esteve na Secretaria de Saúde, conversando com a atual secretária, Bethânia Jeunon, acompanhado da adjunta.

Salma Assunção será a futura secretária de Educação

NOVOS SECRETÁRIOS


Começam a surgir os nomes do primeiro escalão do prefeito eleito, Almir Resende Júnior, que toma posse no dia 1º de janeiro. Salma Aparecida Assunção Resende, deve ser a secretária de Educação. Ela é professora, trabalha e mora em Cláudio. É casada com Marcelo Resende e tem 2 filhos. A informação é de que ela e o prefeito eleito estiveram, na semana passada, com a atual secretária, Beatriz Corrêa, quando solicitaram informações sobre a pasta. O encontro aconteceu na sede da Secretaria, em Carmo da Mata.
Salma é vista, no meio educacional como pessoa competente. Ela já estaria há mais de 20 anos na profissão, inclusive estaria contando tempo para a aposentadoria. É vista como pessoa compromissada com a educação por seus pares. A reportagem tentou contato com Salma, por diversas vezes, sem sucesso, para que a mesma falasse de suas expectativas para o setor. A rede municipal de ensino é composta por quatro escolas municipais na área urbana e duas na área rural e cerca de 1 mil alunos.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

NOTA ESCLARECIMENTO


Reprodução


Gostaríamos de pedir desculpas, aos leitores e parceiros do jornal Tribuna do Carmo. Estamos passando por um processo de modernização dos programas que fazem a diagramação deste de jornal. E esta edição de número 271, foi a primeira após estas mudanças. Devido a isso ocorreram alguns erros gráficos no jornal. Novamente pedimos desculpas e com a certeza da compreensão de todos vocês. Obrigado.

Ricardo Câmara

Novos vereadores custarão mais de R$460 mil, somente em “salários”, aos cofres públicos em 2013


Foi aprovado, no dia 28 de setembro, pelos vereadores que compõem a Câmara Municipal de Carmo da Mata, através de um Projeto de Resolução de número 267, que fixa o subsídio, ou seja, os “salários” dos vereadores do município para legislatura 2013/2016.
Segundo o que consta na resolução, os vereadores, em 2013, irão receber um subsídio de R$ 4.345,00, sendo que o presidente da câmara receberá R$ 305,00 a mais que os demais colegas. A soma dos subsídios dos nove vereadores ao longo de doze meses perfazem um total R$472.920,00.
O que consta, também no projeto de resolução, é que somente o comparecimento efetivo do vereador às reuniões e sua participação nas votações justificará o pagamento deste subsídio. E a cada falta injustificada, caracterizada pela ausência ou pela não participação nas votações, inclusive se for o caso, das comissões permanentes, o vereador sofrerá um desconto em seu subsídio equivalente a 25% da remuneração correspondente ao comparecimento a todas as reuniões ordinárias do mês. E também a falta injustificada pelo vereador à reuniões extraordinárias, inclusive nas comissões permanentes, para a qual haja sido regularmente convocado, bem como a sua não participação em votação realizada nela, implicará os descontos equivalentes a ¼ da remuneração correspondente ao comparecimento a todas as reuniões ordinárias do mês.
A cada ano, com vigência a partir de janeiro de 2014, os subsídios vigentes no ano anterior serão atualizados em face da variação monetária ocorrida entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano findo, pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor – INPC, divulgado pelo Instituto Brasileiro Geografia e Estatística.
Com reportagem de Hérica Viotti


Juiz diploma candidatos eleitos


O juiz eleitoral, Adelardo Franco de Carvalho Júnior, diplomou na quinta-feira, 06 de dezembro, o prefeito, o vice-prefeito e os vereadores eleitos de Carmo da Mata. O ato de diplomação, realizado no fórum da comarca de Carmo da Mata, contou também com a participação do promotor de justiça Areslan Eustáquio Martins.
Foram diplomados Almir Resende Júnior (prefeito) e Fernando Diniz Olivé Filho (vice-prefeito), além dos nove vereadores: Leonardo Rodrigues de Almeida (Ti Leo), Eriton Cosme da Silva, Antônio Ribeiro Claret Franciscani, Horvânio Aleixo Viana, Ênio Carlos da Costa, Raimundo Horácio da Silva (Nem do Carrinho), Antônio Claret Pereira (Toninho do Inter), Silvia Sirlene Barreto (Silvinha do Posto de Saúde) e Leandro Azevedo de Souza
Em pronunciamento feito antes da diplomação dos eleitos, o juiz Adelardo Franco salientou o caráter ordeiro das eleições municipais realizadas este ano em Carmo da Mata.  Na avaliação do magistrado, os candidatos envolvidos na disputa souberam respeitar a legislação eleitoral vigente.
Fazendo uso da palavra, o prefeito eleito, Almir Resende Júnior, abordou a necessidade de mudanças em Carmo da Mata e um trabalho intenso que será realizado por ele, juntamente com o seu vice, Fernando Diniz Olivé Filho, o Fernandinho. Também fez uso da palavra o promotor Areslan Martins, que elogiou o trabalho realizado pela Justiça Eleitoral e também desejou boa sorte aos eleitos.
Posse
Participaram da diplomação, entre outras pessoas, o Sargento da Policia Militar, Giovane Magela, a chefe do cartório, Maria Cristina Souto Rojas e demais funcionários do fórum. Também compareceu a esposa do prefeito eleito e futura primeira dama, Elma Aparecida de Rezende, com os dois filhos, Natália e Fernando, demais familiares, além dos correligionários de seu grupo político. Já a cerimônia de posse do novo prefeito municipal será feita no próximo dia 1º de janeiro. Na mesma ocasião, em sessão solene, os vereadores da próxima legislatura vão eleger o presidente do Legislativo. As candidaturas serão oficialmente registradas na ocasião.
Com reportagem de Hérica Viotti

CEMEI apresenta exposição de projetos realizados pelos alunos


O Centro de Educação Infantil Dona Conceição Guerra – CEMEI, em Carmo da Mata, abriu seus portões na tarde do dia 11/12 para apresentar os projetos desenvolvidos pelos alunos no decorrer do ano. A intenção dessa exposição foi mostrar aos pais e familiares dos alunos, bem como a toda a população, os trabalhos desenvolvidos pelas crianças e a proposta pedagógica da escola, utilizando a sustentabilidade e a reciclagem de materiais.
O centro de educação atende às crianças de 4 anos, residentes no meio urbano, e crianças de 5 anos, residentes no entorno da escola, já que o MEC ( Ministério de Educação e Cultura) não aconselha o transporte de crianças em veículos não adaptados.
O prédio do CEMEI foi construído a partir de um projeto moderno e funcional. Ele conta com área administrativa dividida em secretaria, recepção, sala dos professores e sala da direção. Tem, ainda, estacionamento, área de serviço, pátio, laboratório de informática e leitura multimídia, um playground e um anfiteatro, além das salas de aula e outros espaços reservados aos alunos. O CEMEI, em Carmo da Mata, atua com quatro agentes de serviços, seis professoras, uma diretora e uma coordenadora pedagógica e quatro estagiárias.
Com reportagem de Juliana Nascimento





Vacas, bois e bezerros pastaram esta semana pela Avenida Dom Alexandre



Mais de vinte animais, como vacas, bois e bezerros, estavam soltos na manhã de segunda-feira, 10/12, pela Avenida Dom Alexandre Amaral. Os animais estavam na rua, comendo a grama e sobre a calçada. Os veículos que passavam pela avenida tinham que se desviar e até mesmo parar para não se chocarem contra os animais.
Segundo informações, os animais vieram do Alto dos Pinheiros, e pertenciam a diversas pessoas.
É comum ver cenas com essa na avenida, principalmente com animais como cavalos. Cabe ressaltar que tal fato é inconcebível, além de infringir a lei.
Providências urgentes devem ser tomadas para que finde de uma vez por toda a prática de animais soltos pela Avenida Dom Alexandre Amaral, que é uma das principais da cidade, e por outras ruas do município.


Delegada envia inquérito policial à justiça, sobre o assassinato ocorrido nos Campos

Dra. Adriene Lopes indicia o suspeito Eli Vitor, o Jajá, 

que se encontra preso



A delegada de polícia de Carmo da Mata, Dra. Adriene Lopes de Oliveira, enviou para a justiça, no dia 03 de dezembro, o inquérito policial sobre o assassinato de Maria de Lourdes Ferreira Santos, de 57 anos. O crime aconteceu no dia 22/11, no Povoado dos Campos.
Segundo o que consta no relatório policial, a vítima foi encontrada pelo seu irmão, Sebastião Donizete Aparecido, de quem Maria de Lourdes cuidava. Ela já estava morta, caída no chão da cozinha de sua casa, com uma faca cravada no pescoço. Em seu depoimento, Sebastião disse que no dia do crime saiu de casa por volta das 15 horas e só retornou às 20horas e 30minutos, quando encontrou a irmã já caída, sem vida. Ainda segundo ele, a faca utilizada para matar a irmã era a mesma que a vítima utilizava para picar verduras. Ele contou também que Eli entrava em sua casa sempre que o portão estava aberto e que todos os dias ia a sua residência, e que tinha ciúmes de sua irmã.
O outro irmão da vítima, João Paulo Ferreira, também prestou depoimento na delegacia. Ele relatou à delegada que sua irmã não tinha inimigos, apenas um atrito com uma vizinha por causa do mau cheiro que vinha da casa desta, causado pela criação de animais.
A delegada também ouviu Geraldo Pereira Rosa, que era ex-namorado de Maria de Lourdes, o qual disse ter morado com a vítima por sete anos e há dois havia retornado para a casa de sua mãe. Disse ainda que, em outubro deste ano, Maria de Lourdes pediu para ele não ir mais a sua casa, justificando que o relacionamento dos dois não daria mais certo.  Ele acatou a decisão da vítima e não mais a procurou. E, em outra data, passou em frente à casa de Eli e falou com ele para não frequentar a casa de Maria. Nesse dia, Eli chamou a vítima e contou a ela o que Geraldo havia falado. Maria entrou na casa dele e de posse de uma sombrinha o agrediu dizendo: “a casa é minha, cê não tem nada lá”. Após este dia ele não a mais procurou.
Os vizinhos de Maria de Lourdes, inclusive o que ela tinha atrito, também foram ouvidos na delegacia. Jorge dos Reis Filho confirmou a existência de desentendimentos entre sua esposa e a vítima, tudo por causa dos animais. Alegou que a vítima matava suas galinhas quando estas passavam para o quintal dela e ainda chegou a colocar veneno para seu cachorro. Disse que sua esposa até pegou um machado dizendo que iria matar a vítima. Jorge, todavia,  impediu-a  de fazer isso.
Já a esposa de Jorge, Maria Caetana, disse que a vítima era “impossível”, “indecente”, “não dava um pingo de sossego” e não a deixava em paz. Com relação ao suspeito, disse ser seu amigo e conforme expressou “ele tá fazendo falta para mim e não tem um pingo de defeito”.
O suspeito, Eli Vitor de Aguiar, o Jajá, relatou na Depol que residia no povoado há pouco mais de dois anos. E que costumava fazer alguns serviços na residência de Maria tais como podar plantas e consertar algo que estivesse precisando de reparos dentro de casa. Disse que gostava, de vez em quando, de “queimar uma bala” e, na data do fato em apuração, chegou a usar uma de suas armas e deu quatro tiros no barranco, no meio do mato.
Negou ter matado a vítima, também negou existir qualquer envolvimento amoroso entre ele e Maria, mas confirmou que frequentava a sua casa.  Disse ainda que a vítima era “encrenqueira e brigava com as pessoas do povoado”. Com relação a Geraldo, ex-namorado da vítima, disse que esse o ameaçava por motivo de ciúmes, mas nunca registrou ocorrência policial. A respeito do dinheiro encontrado em sua casa, disse que o mesmo é fruto de suas economias.
Eli já foi preso por tráfico de drogas e cumpriu pena em Campo Belo durante dois anos.
Na residência do suspeito, foram apreendidos dois pares de chinelos havaianas, uma vez que  foram encontradas, na cena do crime, marcas de pegadas desse tipo de chinelo. Segundo a delegada, os chinelos foram encaminhados para o Instituto de Criminalística para a realização de perícias de análises a fim de identificar a presença de sangue humano impregnado nos mesmos.
Em entrevista à Tribuna do Carmo, a delegada, Dra. Adriene Lopes, disse que os autos foram encaminhados à justiça, sendo que há indícios suficientes para imputar a autoria do crime ao investigado. “Porém estou aguardando o resultado dos exames de microcomparação balística e também do exame imuno-hematológico que serão peças fundamentais para a conclusão das investigações”, disse a delegada.
No inquérito enviado para a justiça, a Dra. Adriene indicia o suspeito por artigo 121 § 2º do CP, que corresponde ao crime de assassinato, e também pelo artigo 16 da Lei 10.826/03, que é portar, possuir, adquirir, transportar ou fornecer arma de fogo.
Com reportagem de Hérica Viotti

Motoqueiro morre após colisão de sua moto contra um carro


Na noite de quarta-feira, 05/12, por volta das 20 horas e 30 minutos, aconteceu um trágico acidente envolvendo um veículo Gol e uma moto, na Rodovia BR-494, no KM 72, próximo ao Posto Beiro Rio. Segundo informações, o carro com placa de Cláudio seguia pela rodovia em alta velocidade quando, próximo ao km 72, bateu contra a traseira de uma motocicleta Yamaha/Fazer YS250, com placa de Carmo da Mata, que seguia à frente.
O condutor da moto, Edmar Andrade Tavares, de 27 anos, faleceu no local e o seu corpo foi encaminhado ao IML de Divinópolis. O motorista do carro, Helton Moreira dos Santos, de 25 anos, foi socorrido por terceiros e encaminhado para a Santa Casa de Cláudio, com ferimentos leves.
Helton relatou aos militares que a motocicleta saiu do Posto Beira Rio repentinamente na sua frente e que não foi possível evitar a colisão. O condutor da motocicleta não possuía Carteira de Habilitação e os dois veículos estavam sem licenciamento, sendo ambos apreendidos e rebocados.
Edmar não era carmense, mas residia no município a algum tempo. Um de seus últimos empregos em Carmo da Mata foi na Castivan Agropecuária.
Com reportagem de Ricardo Câmara

Mercearia do Ernesto é mais uma vez assaltada


No sábado, 01/12, por volta das 12 horas e 16 minutos, a Polícia Militar foi acionada a comparecer à Mercearia do Ernesto, localizada à Rua José Antônio Ferreira, no centro da cidade.
No local, a funcionária do estabelecimento relatou aos militares que o assalto foi cometido por dois indivíduos, um deles usava capacete, era baixo, magro, claro, usando camisa regata, de bermuda, chinelo de dedo e o outro estava com uma touca ninja de cor azul, era também baixo e magro, usava uma blusa de malha. Segundo a funcionária, o segundo homem apontou uma arma de fogo pequena, prateada,  disse que era um assalto e para ela passar o dinheiro. Os bandidos queriam mais dinheiro, fazendo com que a vítima se afastasse do caixa,  vindo o assaltante a pegar as notas e as moedas do local. Do roubo os bandidos levaram cerca de R$ 100,00.
Em seguida, o assaltante entrou em um  veículo Gol G5, de cor preta, tomou rumo em direção a BR 494, para o município de Oliveira.
A PM acionou as cidades vizinhas e está realizando busca para encontrar os bandidos.
Com informações da Polícia Militar de Carmo da Mata


Os natais de ontem e de hoje

Reprodução


Estamos a pouco mais de dez dias do Natal e, com ele, chegam todos os símbolos da tradição natalina. Montamos a árvore de Natal com bolas e laços, colocamos guirlandas nas portas e janelas, acendemos velas, a cidade toda se enfeita com luz, o clima de Natal toma conta das pessoas... E a noite de Natal é comemorada com a ceia...  Às vezes à meia-noite, às vezes mais cedo, mas todos, de uma forma ou de outra, comemoram essa data com um jantar feito especialmente para a família.
Uma curiosidade: você sabe qual é origem da ceia de Natal? Conforme relatos, há centenas de anos, os europeus deixavam a porta de sua casa aberta no dia de Natal para que os peregrinos e viajantes entrassem e, junto com a família, confraternizassem nesse dia. Daí o porquê do Natal ser uma data de confraternização entre amigos e familiares. O prato mais clássico servido nessa ocasião é o peru. O consumo dessa ave originou-se nos EUA. Lá o peru é um prato tradicionalmente servido no Dia de Ação de Graças, uma data muito importante para os americanos, e essa tradição veio para o Brasil.
Outros alimentos tradicionais do Natal são as frutas secas, as nozes, as castanhas e o panettone. Este foi criado na Itália, mas não se sabe exatamente sua origem. Existem várias versões. De acordo com uma delas, um padeiro de Milão chamado Tone, em aproximadamente 900 d.C., fez um pão e misturou nele alguns ingredientes como frutas secas e nozes. Esse pão fez muito sucesso e ficou conhecido como pane di Tone. Mas, independentemente das lendas em torno da história do panettone, ele está sempre presente nas mesas de Natal de todo brasileiro.
Preparativos para a grande festa
Ao falarmos em festas de Natal e suas tradições podemos usar a palavra época para denominar um período de tempo que se repete a cada ano e também no sentido de diferentes tempos, presente e passado. Nesses dois sentidos fala-se, aqui, da época de Natal. Mas, com especial destaque, fala-se também das tradições que mudaram com o decorrer dos anos, como era o Natal em épocas passadas em comparação com os dias de hoje.
Em tempos passados, a época do Natal era um tempo de grande movimentação e euforia. O Natal era uma época aguardada com muita ansiedade, tanto pelas crianças como também pelos adultos. Era uma data especial, não apenas espiritualmente falando, como também no sentido social. Essa movimentação e essa  euforia provinham dos preparativos para o grande dia, como a armação de árvores e de presépios, a compra de bebidas e iguarias para a ceia.
Árvore e adornos de Natal
Persiste, ainda nos dias de hoje, o peculiar hábito de se montar as árvores de Natal. Elas podem ser encontradas com muito mais facilidade do que antigamente e de uma forma mais simplificada. Hoje você pode adquiri-las prontas e até mesmo ornamentadas, basta apenas escolher o local em que ela vai ficar.
No passado, a montagem das árvores merecia especial atenção nesta época. Elas eram armadas com afinco, num canto da sala, para que as crianças e as visitas pudessem contemplá-las.
A sua ornamentação constituía-se de galhos de árvores ainda com folhas ou mesmo um pinheirinho, que recebia bolas de vidro reluzente e, em seu topo, geralmente colocava-se uma estrela.
As lâmpadas coloridas e piscantes tornaram-se um adorno obrigatório nas árvores de Natal das famílias de classe média a partir da segunda metade do século 20.
Outra tradição das antigas era colocar, sobre algum móvel, castiçais com velas de cera coloridas e, ao redor da árvore de natal, também alguns adornos e enfeites.
Devido à redução dos espaços nas residências, nos tempos em que muitas famílias acabam se mudando para apartamentos com cômodos menores, principalmente em grandes cidades, estes costumes têm sido um pouco esquecidos.
Véspera da Noite Feliz
A véspera de Natal parecia o dia mais longo, sensação esta causada pela expectativa intensa e pela ansiedade, quando todos aguardavam a chegada da noite misteriosa, de paz e alegria.
As crianças pensavam só nos presentes que encontrariam na manhã seguinte. Já os adultos preocupavam-se com o costume da ceia de Natal, que algumas famílias mantinham, ou ficavam na expectativa da missa do galo, à meia noite, que era além de uma missa, um evento muito aguardado.
Na véspera de Natal, era usual às crianças dormirem cedo ansiosas pelos presentes que seriam deixados pelo “Bom Velhinho ou Papai Noel”. Muitos deixavam os sapatos perto das janelas, portas ou pés da cama, indicando onde Papai Noel deveria deixar os presentes, atendendo os desejos individuais de cada um.
Segundo o saudosista Arnaldo Sábato, antigamente o Natal de Carmo da Mata era melhor festejado do que nos dias atuais. “Um tradição dos católicos carmenses era ir à Missa do Galo, que era sempre celebrada à meia-noite. E para esperar os doze badalares do sino, para começá-la, os carmenses iam ao cinema e outros passeavam pela Rua 17 de Dezembro. A casa da Sá Laura, que ficava entre o cinema e a igreja, ficava cheia de pessoas que aguardavam a missa. Geralmente, a noite de Natal era acompanhada por chuva fina. E no dia de Natal, a grande festa era realizada pelas crianças que iam para as ruas mostrarem os brinquedos que acreditavam ter ganhado do Papai-Noel”, contou-nos senhor Arnaldo.
A lenda do Bom Velhinho
Hoje em dia, alguns pais não incentivam mais a lenda do “Bom Velhinho”. Na verdade São Nicolau ou Santa Claus é personagem de uma lenda europeia, mas muitos ainda acham interessante manter esta ilusão ou sonho da infância, através desta tradição na crença no “Papai-Noel”, gordo, de barbas longas e brancas, vestido de vermelho, que durante a noite de Natal, passeia pelos céus com seu trenó puxado por renas e, silenciosamente, entra nas casas para atender aos pedidos e depositar os presentes natalinos.
Mas não é de longa data que a imagem do Papai Noel tem também sido usado por marqueteiros para associá-lo ao consumismo. Sua imagem tem resistido bravamente aos tempos modernos.
Presépios
A fantasia e uma grande diversidade de miniaturas integram, geralmente,  os cenários dos presépios que trazem a nossa realidade, diferentes tipos de animais, muitos figurantes, montanhas, lagos, estradas, pontes, moinhos, e outros. Geralmente eles são inspirados na cultura local, onde o presépio foi construído. A montagem de presépios é vista em todo país, merecendo destaque paras as cidade interioranas, onde podem ser vistas miniaturas feitas em madeira, com monjolos, rodas d’água, e outros objetos em funcionamento. Geralmente sobre a manjedoura existe uma estrela que indica o caminho aos três Reis Magos, para encontrarem o menino Jesus.
Segundo relatos do saudosista Arnaldo Sábato, em sua infância eram vistos presépios imponentes e muito bem feito. “Os presépios que recordo tinham muitas frutas e um cheiro delicioso de abacaxi”, declarou o saudosista.
Mantinha viva a tradição de se montar presépios a senhora Alda Sartori, que em meados do mês de novembro já retirava das caixas, com cuidado, as imagens que compunham o seu presépio. “Minha mãe fazia questão de manter viva esta tradição. Ela montava o seu presépio com muito carinho e dedicação. E gostava de colocar galhos de alecrim nele para exalar um delicioso perfume. E sempre quando ela o montava, ela recebia a visita da saudosa Bastianinha, que vivia na Vila Vicentina, que ficava durante horas admirando e rezando”, disse Maria Aparecida, filha de Alda.
Um presépio também muito admirado é o da Matriz de Nossa Senhora do Carmo.
Com reportagem de Hérica Viotti

->Na edição 271 do Jornal Tribuna do Carmo que já está em circulação houve um erro gráfico na página 8 na matéria sobre a transição de governo. Segue abaixo a matéria na íntegra que deveria ter sido publicada abaixo da foto do prefeito Milton Neto<-


Confira:

Prefeito Milton Neto abre as portas da prefeitura para uma transição de governo transparente


O prefeito Milton Salles Neto abriu as portas da prefeitura, no dia 03/12, para a equipe de transição do prefeito eleito, Almir Resende.
A equipe nomeada pelo prefeito eleito é composta pelos seguintes nomes: José Geraldo Rodrigues, Davi Sales Pereira, Mário César Resende e Maria do Rosário Medeiros, que tem plenos poderes para representá-lo, a qual também terá acesso às informações relativas às contas públicas, à dívida pública, ao inventário de bens, aos programas e aos projetos da administração municipal, aos convênios e contratos administrativos, bem como ao funcionamento dos órgãos e entidades da Administração direta e indireta do município e à relação de cargos, empregos e funções públicas, entre outras informações. A atual Administração também indicou pessoas de sua confiança, para compor a Equipe de Transição. São eles Antônio Claret Pereira, Luigi D’Ângelo dos Santos e João Marques Moreira Neto (Marruco).
Em entrevista à Tribuna do Carmo, o prefeito Milton Neto disse que abre as portas da Prefeitura e coloca à disposição todo seu secretariado para esclarecer e ajudar, no que for preciso, a nova equipe de governo e deseja ao Prefeito eleito sucesso no comando do Município. “Estou franqueando a entrada da equipe de transição na prefeitura com intuito de colaborar com o futuro prefeito para que ele seja conhecedor da situação e possa iniciar sua gestão com propostas alinhavadas. Quero dar a ele todas as condições de conhecer a realidade da prefeitura”, disse Milton Neto.
Com Reportagem de Hérica Viotti

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

->Polícia Civil estoura boca de fumo no centro de Cláudio<-


 Por volta das 11 horas de hoje, dia 06/12, a Polícia Civil de Cláudio desencadeou a operação Apocalipse, cumprindo um mandado de busca e apreensão. Segundo o delegado de Polícia, Dr. Carlos Henrique Gomes Bueno, a polícia civil já estava investigando os suspeitos há aproximadamente três meses e acompanhando a movimentação dos indivíduos. Hoje os policiais tiveram a oportunidade de cumprir o mandado. Em uma residência localizada no centro da cidade em Cláudio, precisamente na rua Dr. Tina nº 119, foram encontrados dez quilos de entorpecentes, entre eles maconha e cocaína, toda a droga já estava prensadas em tabletes. A Polícia Militar de Cláudio e Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil (Deoesp) de Belo Horizonte deram apoio a operação. Além da droga foi apreendido vários objetos como: celulares, tablets e aparelhos eletrônicos, sendo apreendida também uma pistola 380 contendo várias munições. Foram presas oito pessoas, dentre elas um menor. Os suspeitos se encontram na Delegacia de Polícia de Cláudio e estão sendo ouvidos pelo delegado Dr. Carlos Henrique Gomes Bueno. Sendo o delegado os indivíduos que foram presos serão levados para o presídio da cidade de Oliveira. A reportagem do Jornal Tribuna de Cláudio acompanhou toda a operação da Polícia Civil com o apoio da Polícia Militar e o Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil (Deoesp) de Belo Horizonte. A qualquer momento mais informações ou na edição impressa do Jornal Tribuna de Cláudio.
Com reportagem e fotos de Ricardo Câmara










terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Já está em circulação a nova edição do Jornal Tribuna de Cláudio


Adalberto recebe mais um ônibus para o transporte de alunos


O veículo será usado em benefício da rede municipal de educação, em Cláudio


O governador Antônio Anastasia, acompanhado da secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, entregou, na sexta-feira, 23/11, na Cidade Administrativa, 379 veículos escolares para 379 municípios, beneficiando mais de 13.500 alunos. Os investimentos somam R$ 63,8 milhões, divididos entre o Estado (R$ 13,8 milhões) e o Governo Federal (R$ 50 milhões).
“Tivemos um aumento de investimento, por parte do Governo Estadual no custeio do transporte escolar, de R$ 80 milhões, em 2010, para R$ 145 milhões neste ano. Quase dobramos o valor que repassamos às prefeituras, e sou o primeiro a reconhecer que é insuficiente pelo tamanho da malha rodoviária de nosso Estado. Este ano, estamos investindo R$ 210 milhões no transporte escolar, sendo R$ 145 milhões do Tesouro do Estado para as parcerias com convênios com prefeituras, R$ 15 milhões como contrapartida aos ônibus que estão sendo entregues, que se somam a esses R$ 50 milhões vindos da União, através da emenda da bancada parlamentar federal de nosso Estado”, afirmou Anastasia.
Foram entregues 212 veículos da Iveco Latin America Ltda, com capacidade para 29 alunos e 167 veículos da empresa Man Latin America Indústria e Comércio de Veículos Ltda, com capacidade para 44 alunos. Todos os veículos estarão disponíveis para atender aos alunos no próximo ano letivo.
“Nesses dois anos do meu mandato, investimos R$ 500 milhões do Tesouro do Estado na recuperação, construção e equipamentos para as escolas estaduais. Sabemos que ainda precisamos de mais. Estamos atrás de recursos para investimentos ainda maiores, porque o objetivo é termos de fato uma educação de ponta. Minas já alcançou a nota internacional de 6,0, mas sabemos que ela ainda é pequena perto das necessidades que nós temos”, disse o governador.
Anastasia afirmou que a disponibilização de veículos para o transporte escolar visa oferecer melhores condições de mobilidade aos estudantes que moram na zona rural, possibilitando a melhoria de indicadores de avaliação da educação como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – Ideb.
A secretária de Estado da Educação, Ana Lúcia Gazzola, destacou a importância de um transporte escolar eficiente. “A melhoria no transporte facilita para os alunos, que chegam às escolas mais descansados. Com condições melhores criamos situações mais favoráveis e, assim, obtemos melhores resultados em avaliações como o Ideb”, disse.
A entrega
O prefeito Adalberto Rodrigues da Fonseca foi pessoalmente receber o veículo, no dia 23/11, na Praça Cívica, que fica na Cidade Administrativa.
O ônibus foi doado através de emenda parlamentar do deputado federal, Domingos Sávio, representante da bancada mineira no Congresso Nacional.
O veículo, com capacidade de quarenta e quatro lugares, será usado no transporte escolar dos alunos da rede municipal de ensino.
A assinatura do termo de doação foi comunicada ao prefeito Adalberto Rodrigues pelo deputado Domingos Sávio, através de um ofício datado do dia 20/11/2012. “Que este novo benefício para a educação dessa cidade, que tanto estimo, seja uma reafirmação de nosso compromisso permanente de seguir trabalhando em prol de mais qualidade de vida para toda a população”, disse o deputado em sua correspondência.
Em entrevista à Tribuna de Cláudio, na manhã de segunda-feira, 26/11, o prefeito Adalberto ressaltou a importância e a satisfação de receber mais esse veículo, que agora faz parte da frota da prefeitura. “Quero agradecer o empenho do deputado Domingos Sávio e, em especial, ao nosso governador Antônio Anastasia por este veículo que vai trazer uma melhor qualidade de vida para os nossos alunos claudienses”, declarou Adalberto.
“Estou entregando, agora no final do mês, o meu mandato e deixo na prefeitura uma frota em excelente estado e bem maior do que a que pequei em 2005”, disse o prefeito.
A frota atual da prefeitura contém, hoje, 65 veículos divididos em suas várias áreas como saúde, tributação, gabinete, educação, assistência social, defesa civil e obras. “Quando eu assumi a prefeito em 2005, eu encontrei o setor de transporte com 23 veículos e estou deixando, hoje, com 65 veículos”, finalizou o prefeito.
Com informações do Governo de Minas e reportagem de Hérica Viotti

Prefeitos foram a Brasília para reclamar sobre a crise financeira


Estiveram em Brasília, na terça-feira, 13/11, prefeitos de todo o Brasil, cobrando do Governo Federal um posicionamento acerca da crise econômica vivida pelos municípios brasileiros. Dentre eles estava o prefeito de Cláudio, Adalberto Rodrigues que também representou a AMVI – Associação dos Municípios de Microrregião do Vale do Itapecerica, durante a visita.
A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, recebeu da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), no dia 10 de outubro, um documento com propostas que visam sanar os principais problemas enfrentados pelas prefeituras de todo o país.
O documento encaminhado ao Planalto mostra questões que foram debatidas e aprovadas por 3,5 mil prefeitos. Os principais motivos da insuficiência econômica, de acordo com o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, são frutos de medidas adotadas pelo Governo Federal para incentivar a economia nacional, como desoneração de impostos, que acabaram desequilibrando os montantes repassados por meio do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e Municípios (FPM).
Com informações da ASCOM da Prefeitura de Cláudio


Festa de Nossa Senhora da Conceição


Começaram, no dia 29/11, as comemorações referentes à festa da Padroeira – Nossa Senhora da Conceição de Cláudio, data em que aconteceu o primeiro dia de novena.  Em seguida houve oração do terço e missa.
Durante os nove dias de novenário, que seguem entre 30/11 a 07/ 12, acontecem também oração ao Ângelus, transmitida pelo som externo da Igreja Matriz, oração do terço e missa.
O ponto alto da festa será no sábado, 08/12, dia dedicado a Nossa Senhora Imaculada Conceição. A festa está prevista para começar às 08 horas da manhã, com missa em honra a nossa senhora, na Igreja Matriz, presidida pelo Padre Gedler Henrique Breves Pereira. Em seguida, haverá consagração à Imaculada Conceição. Às 10 horas será realizada outra missa, também na Igreja Matriz, presidida pelo Padre Paulo Sérgio Diniz Mendes, que é administrador da paróquia de Nossa Senhora do Desterro. Já ás 13 horas e 30 minutos acontecerá assembleia da Sociedade de São Vicente de Paulo, também na Igreja Matriz. Às 15 horas acontece adoração ao santíssimo sacramento e, às 18 horas, oração do ângelus transmitida pelo som da Igreja Matriz. E, finalmente, ás 18 horas e 30 minutos, procissão com a imagem de Nossa Senhora da Conceição, saindo da Igreja Matriz, contornando o jardim Monte Castelo, passando pelas ruas Itapecerica, Acre, Minas Gerais, Praça Levi Vitoy de Freitas e retornando à Igreja Matriz. Logo após haverá missa solene, que será presidida pelo Padre Edmar Antônio de Souza e pelos Padres Gedler e Rosimar. Em seguida acontecerá consagração à Imaculada Conceição.

Prefeitura realiza a segunda etapa do asfaltamento de várias ruas em Cláudio


O valor do convênio gira em torno de 600 mil reais


No início do mês de novembro, a Prefeitura Municipal de Cláudio iniciou a segunda etapa do convênio 415/2012, celebrado entre o Governo do Estado de Minas Gerais, através da Secretaria de Governo – SEGOV, que tem por finalidade a pavimentação asfáltica de 20.635,90m2 e a execução de 5.023,00ml de sarjetas, além de 254,00ml de rede de drenagem pluvial.
O valor do convênio gira em torno de 600 mil reais, sendo que várias ruas já receberam a pavimentação asfáltica e outras ruas estão recebendo este benefício. São elas as ruas: Ceará, Paraíso, Abaeté, Peçanha, Paraná, Alagoas, Professor Sebastião Moreira, São Francisco, São Lucas, Perciliana, José Prego, São Vicente, São Sebastião, Itapecerica, Turim, Violetas, Paraíso, Sapucaí e Santa Clara.
Segundo o assessor de convênio, Marcelo Almeida, para esta segunda etapa das obras está sendo contemplado com o asfalto o acesso ao bairro Leblon, que era tão esperado pela população. “Nesta segunda etapa estão sendo realizadas as obras conforme o calendário de desembolso do Estado ocorrido no mês de novembro”, falou Marcelo.
O convênio foi assinado no mês de junho, na Cidade Administrativa, pelo Prefeito Municipal de Cláudio, Adalberto Rodrigues, na presença e por intermédio do deputado estadual Neider Moreira.
Com informações da ASCOM da Prefeitura de Cláudio

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A nova edição do Jornal Tribuna do Carmo edição 270 já está circulando pelas ruas de Carmo da Mata. Tribuna do Carmo há 12 o jornal da cidade!


Juiz da comarca divulga nome dos jurados que atuarão em 2013 Cinquenta e seis homens e quarenta e quatro mulheres fazem parte desta lista



O doutor Adelardo Franco de Carvalho Júnior, Juiz de Direito substituto e presidente do Tribunal do Júri da Comarca de Carmo da Mata, divulgou a lista definitiva de jurados, a vigorar em 2013. Foram 100 nomes selecionados. A reunião aconteceu no dia 18 de outubro, onde estavam presentes o próprio juiz, o representante do Ministério Público em Carmo da Mata, Dr. Areslan Eustáquio Martins e o escrivão judicial, Felipe Antônio Corrêa. Na ocasião, doutor Adelardo organizou a lista de jurados para vigorar definitivamente no próximo ano. Entre as pessoas relacionadas para servirem à Justiça em 2013 encontram-se professores, empresários, contadores, funcionários públicos, advogados, secretárias, fazendeiros, administradores, dentistas, comerciantes, lavradores, donas de casa, pedreiros, dentre outros, sendo 56 homens e 44 mulheres.  De acordo com o código do Processo Penal (art. 436), o serviço do júri é obrigatório, o alistamento compreenderá os cidadãos maiores de 18 anos, de notória idoneidade. A redação dada pela Lei nº 11.689/2008, parágrafo 10, prevê que nenhum cidadão poderá ser excluído dos trabalhos do júri ou deixar de ser alistado em razão de cor ou etnia, raça, credo, sexo, profissão, classe social ou econômica, origem ou grau de instrução. Já o parágrafo 20 diz que a recusa injustificada ao serviço do júri acarretará multa no valor de 1 (um) a 10 (dez) salários mínimos, a critério do juiz, de acordo com a condição econômica do jurado.

Deveres
Os jurados deverão obedecer às intimações, só apresentando escusas por justos motivos; comparecer às sessões para as quais forem sorteados, não se retirando antes da formação do conselho; declarar-se impedido, nos casos legais e de consciência; conservar-se incomunicável desde o momento em que se constitui o juiz, seja com os assistentes, seja com os funcionários do Tribunal, podendo somente dirigir-se ao Presidente por ofício ou em voz alta perante o público; prestar o compromisso legal, com sinceridade e firmeza, mostrando compreender a alta responsabilidade que assume; assistir atentamente aos trabalhos do plenário e requerer o que for conveniente para a elucidação do processo; responder, mediante as formalidades legais, os quesitos propostos e requerer algum outro que entenda de importância; proceder, enfim, com circunspeção e critério; não deixar transparecer as impressões que sua consciência for sofrendo, nem revelar o sigilo do veredicto; repetir, com igual orgulho, tanto os elogios, como as censuras ao seu procedimento.

Os nomes
Adelmo Martins de Oliveira, Adriana Aparecida da Silva,  Adriana de Fátima Gallo,  Afrânio Resende Tavares, Albertino Pinto da Silva Neto,  Alexandre Chagas,  Ana Paula Andrade, Ana Paula Carvalho, Ana Paula Dias Silvestre, Ana Paula Silva Notini, Ananias Teodoro de São José, André Luis Rodrigues Bastos, Aroldo Donizete Diniz, Augusto Andrade Silveira, Benedita Adriana de Aguiar, Carlos Afonso Braga Lobato, Carlos Henrique Gonçalves Ferreira, Carlos Henrique Silveira Notini, Catarine Aparecida Cândido, Cléber José Queiróz, Christina Broemmé Von Der Launitz, Cristiano Paulo Xavier de Assis, Damarques Henrique, Daniela Piassi, Darci Afonso Notini, Dinamares Maria de Oliveira, Duílio Márcio Assunção, Elaine de Castro Ribeiro, Elis Flávia de Melo Lara, Euler Ananias Teixeira, Flores Marques Pereira, Geraldo César da Silva Ribeiro, Gregória Pecze de Morais, Gustavo Sabino Virgílio, Herlon Henrique Penido, Ilamar Cristina Rezende Adami,  Jaime Piassi, Jane Sartori, Jaques Silveira Mattar, Joana Mara Cândido da Silveira, Josefina Bedin, José da Cruz Filho, José Francisco Teodoro de Moura, José Geraldo Bernardes, José Geraldo Rodrigues, José Márcio do Valle, José Maria Reis de Andrade, João Domingos Rosário de Melo, Jullia Rodrigues Notini, Júnia Paixão Mendes de Castro, Katiamara Mendes Franciscani, Keila Cristina de Rezende, Leonardo José de Assis, Leonardo Resende Andrade, Levi Rios Neto, Luciana Mara dos Santos, Lucianara Rivetti Piassi Borges, Lucien Doumet Jeunon Júnior, Lucimária Rosária Ribeiro, Ludmilla Jeunon Dias, Ludimilla Roberto de Souza, Luigi Sábato, Luis Rogério Curto, Marcela Soares da Silva, Marcelo Antônio de Paulo, Marcelo Henrique Oliveira Barcelos, Mário César de Resende, Michele Mariano Rodrigues, Michele Piassi, Milton Isaías Pereira, Narluce de Almeida Piassi, Nikelly Piassi do Nascimento, Paulo Roberto Sidney Lobato, Paulo Sérgio Rezende Lima, Priscilla Jeunon Dias, Quitéria Aparecida Fernandes, Ramon Silveira Gaipo, Raquif Marques Piassi, Regina Coeli Ribeiro Jeunon, Renato Alves Moreira, Renato Nascimento do Amaral, Renê Gonçalves, Rita de Cássia Da Silva, Robson Ricardo da Silva, Roberta Tavares Ferreira, Rodrigo Adame de Carvalho, Romulo Godoi de Oliveira, Ronaldo Corrêa de Oliveira, Roni Geraldo Resende, Rosilei Rodrigues Curto, Sandra Machado Ferreira Freire, Sebastião Ananias Silva, Sebastião Divino de Oliveira, Sheila Alves de Oliveira Silva, Sérgio Gabriel de Oliveira, Silma Aparecida de Rezende, Tatiane dos Santos Teodoro, Suzanete dos Santos, Vander Alberto Rodrigues e Vanessa Rodrigues Teodoro.

Curiosidade


Molas, pêndulos, ponteiros, cordas, sinos esta é a engrenagem que movimenta o Relógio da Igreja Matriz

A engenhoca faz parte do cotidiano dos carmenses que são sempre informados com o badalar das horas

Entre molas, pêndulos, ponteiros, sino, cordas, engrenagens e badalos encontra-se o relógio do Santuário de Nossa Senhora do Carmo. Esta será uma breve história do relógio mecânico de torre. 
Não há conhecimentos precisos de quando e como é que surgiu o primeiro.  A informação é muito pouca, perdendo-se no tempo e não definindo com alguma precisão a fronteira entre o relógio mecânico de torre e todos os restantes. De qualquer forma, a presente matéria já é uma preciosa fonte de informação para os interessados. 
Separado a sessenta degraus do chão de paralelepípedos, o relógio está situado na torre do nosso Santuário, logo atrás dos ponteiros vistos pelo lado de fora da igreja. Esse relógio foi fabricado em Paris, na França, e veio para Carmo da Mata em meados de 1940, sendo adquirido de segunda mão e doado à Paróquia de Carmo da Mata. Suas engrenagens são de bronze, a corda é sustentada por pesos e cabos de aço, sendo de extrema importância na marcação das horas. A cada meia hora podem-se ouvir repiques ao som do sino. 
O relógio trabalha sob o impulso de um pêndulo que necessita ser precisamente alinhado para conseguir mover com exatidão uma âncora que contém sessenta pinos, sendo que cada giro dessa âncora corresponde a um minuto. Devido ao trabalho ao longo desses anos, os pinos de bronze desgastaram-se, vindo frequentemente a quebrar-se. O descontrole da atual temperatura e as mudanças bruscas no clima também são fortes fatores que influenciaram nessa quebra. 
Muitas cidades ainda continuam preservando seus relógios mecânicos como Oliveira, Itapecerica, Ouro Preto, Diamantina e outras cidades históricas. “Muitas pessoas me ligam para informarem que o relógio está atrasado tantos minutos, ou adiantado, ou ainda parado, sempre comparando esse relógio mecânico que trabalha há tantos anos, com a precisão de um relógio digital ou até mesmo com o relógio de um celular”, relatou Sr. Jésus. Desde 1974, Jésus Cândido do Nascimento é o responsável e o cuidador do tão melindroso relógio, pois utiliza de sua inteligência e boa vontade para “fabricar” novas peças para substituir as que se quebram. Por ser uma máquina antiga, não há peças no mercado e existem poucos profissionais da área, tornando assim impossível chamá-los para os devidos reparos. O relógio também requer um cuidado diário, seja para dar corda ou regulando o mesmo para o acerto das horas e minutos. “Mesmo sendo trabalhoso em conservar a precisão de cada peça para o perfeito funcionamento do relógio, ainda assim se torna muito gratificante, pois relembro o passado e por isso sempre agradeço a todos que cuidaram dele antes de mim”, disse o cuidador do relógio. E por fim, muitas pessoas ainda utilizam do repique do sino marcando as horas como despertador e até mesmo para relembrar o passado.
Com reportagem de Juliana Nascimento





Enfeites e decoração natalina instalados incorretamente podem oferecer risco




Com a chegada do período natalino, residências, lojas e ruas já recebem decoração especial. Dessa forma, a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig faz um alerta para a utilização de enfeites luminosos que, se instalados incorretamente, podem oferecer riscos à segurança das pessoas.
 Segundo o engenheiro de segurança do trabalho, Demétrio Aguiar, da Cemig, o ideal é escolher itens de qualidade, que tenham o melhor nível de isolamento elétrico possível. Por isso, recomenda-se adquirir apenas enfeites aprovados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Inmetro, pois são submetidos a testes que garantem a segurança.
Recomenda-se também evitar as “gambiarras”, como a instalação de muitos enfeites em uma mesma tomada, utilizando adaptadores e multiplicadores popularmente conhecidos como T ou benjamim. “Esses dispositivos provocam sobrecarga e, consequentemente, o mau funcionamento dos aparelhos, podendo causar choque elétrico e princípio de incêndio”, explica Demétrio Aguiar. O engenheiro afirma que filtros de linha podem ser utilizados, desde que seu dispositivo interno de proteção esteja operante e não tenha sofrido alterações.
 Para evitar a sobrecarga, é necessária a participação de um eletricista, que irá calcular o que pode ou não ser ligado. O profissional vai adequar o circuito da residência por meio de uma pequena reforma na instalação elétrica.
 Ainda segundo Demétrio Aguiar, é importante ressaltar que existem enfeites antigos incompatíveis com o novo padrão de plugues e tomadas, o que demanda o uso de adaptadores. No entanto, esses aparelhos oferecem os mesmos riscos de Ts e benjamins.
 Recomendações
 Para a instalação de lâmpadas decorativas em fachadas, muros, jardins e árvores deve-se respeitar a distância mínima de 1,5 metro em relação à rede elétrica. Muitas árvores de Natal são feitas de arame e os enfeites têm de estar isolados para impedir a energização acidental. Todos os enfeites devem ser bem afixados, para que o vento não os projete contra a fiação da rede elétrica, provocando acidentes graves. Desligar os enfeites luminosos antes de dormir ou sair de casa pode contribuir para a redução do valor da conta de energia e evitar acidentes. O conjunto da tomada de energia deve ser desligado ao substituir lâmpadas. Nunca execute esse procedimento puxando a tomada pela fiação. Evite deixar a instalação em área sujeita a chuva ou alagamento. Não instale o conjunto de lâmpadas decorativas em estrutura metálica ou pontiaguda. Após a instalação, corrija os pontos de aquecimento. Siga corretamente as instruções do catálogo do fabricante. Dê preferência aos enfeites impermeáveis. Eles são mais seguros e duram mais. Dê preferência às lâmpadas de LED. Além de mais econômicas, não geram aquecimento e são mais brilhantes. No caso de instalação de conjuntos luminosos para fachada de prédio com potência mais elevada, contrate o serviço de um engenheiro, técnico ou eletricista para dimensionar a fiação e a proteção do circuito de acordo com a carga a ser ligada; verifique a proximidade com a rede de energia da Cemig, pois, no caso de chuva forte com vento, a iluminação decorativa instalada pode vir a tocar a rede elétrica e provocar curtos-circuitos; evite choques elétricos observando a distância mínima da rede elétrica ao instalar a decoração de fachadas ou áreas externas.
A Cemig alerta que, no caso de ocorrências em instalações elétricas dentro do imóvel, deve-se acionar um eletricista particular. Em caso de acidente externo com a rede elétrica, ligar imediatamente para a central de atendimento ao cliente Fale com a Cemig – 116.
Com informação da assessoria de imprensa da Cemig

Questão de opinião


A Escola ensina, os Pais educam 


* Jane Barbosa é formada no curso de Magistério
com formação em Secretaria Escolar a Nível Primeiro
e Segundo grau e Técnica em Contabilidade.
Sempre tive uma profunda admiração pela profissão de professor, porque sei que hoje é preciso um jogo de cintura para aguentar a falta de respeito que às vezes toma conta das salas de aula.
Sei também que a Escola, como Instituição de Ensino, é um instrumento para a formação do ser humano, embora não tenha conseguido muito êxito.
  Muitos Professores trabalham vários turnos por dia, sem contar as madrugadas destinadas à preparação de aulas e correção de provas, para garantir a formação e a aprendizagem do aluno.
Hoje a escola é mais um hospital do que um lugar de informação acadêmica e de preparo teórico para formar cidadãos conscientes. O professor tem que “se virar” de enfermeiro, médico, psicólogo... Ah! Já ia me esquecendo, e no final tem que ser, ainda,  o professor.
Não é papel do Professor ensinar que, ao acordar deve-se dizer bom dia. Isso é o cúmulo. Onde está o pai ou a mãe que não o ensinou?
Dizer que a família não tem culpa e colocá-la num pedestal é ignorância. Agora, pior é dizer que a escola é que deve assumir os erros de uma família completamente desestruturada. Aí é demais.
Os Pais não podem cobrar da escola uma tarefa que é de responsabilidade deles, que são valores e princípios, como por exemplo, a palavra RESPEITO, que tem deixado de fazer parte do vocabulário cotidiano.
Acredito que a solução é um trabalho de estruturação familiar, pois os professores são formados apenas para ensinar cidadãos capazes de conviver dentro de uma sociedade.
E então? Se somos Cidadãos, vamos nos levantar do nosso sofá confortável e mudar este discurso chato e repetitivo... Mãos à obra. Quem dará a primeira grande ideia?
Sugiro aos Administradores da Cidade que invistam em recursos com responsabilidade, por exemplo, pagando bem aos educadores para que eles se sintam mais valorizados e estimulados ao exercerem suas funções dentro da escola e estruturando as mesmas com espaços suficientes que atendam as necessidades de trabalho dos professores com os alunos.
Vamos valorizar os Professores, pois o seu papel, que é o de ENSINAR, hoje em dia já é muito complexo.